CIMAF CABOS DE AO PDF

Another reason is that they need to know what caused the accident in order to prevent similar occurences in the future. The fi ngerprint powder has been replaced by groove gauges, digital calipers, accelerometers, goniometers, digital cameras and laptops, and the magnifying glass has been replaced by the Scanning Electron Microscope SEM. The tools of the detectives have changed: The cracks became visible after destroying the strand in a pull test. Wire fatigued in rotary bending fatigue test. The crack only became visible after destroying the strand in a pull test. Three adjacent strands with fatigue breaks followed by one without indicate uneven load sharing or a pulled-in strand.

Author:Aralrajas Malajas
Country:Bahrain
Language:English (Spanish)
Genre:Software
Published (Last):7 December 2014
Pages:158
PDF File Size:7.46 Mb
ePub File Size:10.63 Mb
ISBN:411-1-62515-322-9
Downloads:30002
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Mataxe



PS Grfico mostrando as variaes das resistncias dos arames em funo dos seus respectivos dimetros. A curva de resistncia Plow Steel forma a base para o clculo de todas as resistncias dos arames. Como se pode observar no grfico, a resistncia trao dos arames para cada categoria, no constante, variando inversamente ao seu dimetro.

As categorias tambm so caracterizadas pela qualidade de elasticidade, resistncia trao e abraso, cuja importncia depender da aplicao do cabo de ao. Entretanto, a moderna tendncia na fabricao de cabos de ao a de obter um produto que rena no mais alto grau possvel todas essas caractersticas.

Os cabos de ao fabricados na categoria CIMAX so fabricados com alma de ao AACI , sendo recomendados para aplicaes especiais, onde necessria uma grande resistncia trao, existindo limitaes de massa e dimetro.

Vale lembrar que a resistncia trao no o nico fator a ser levado em conta na especificao do cabo. Sendo assim, a Cimaf produz cabos de ao especialmente desenvolvidos para aplicaes especficas como: elevador de passageiro, ponte rolante, plataforma de petrleo, guincho, elevador de obra, entre outros.

Outro produto de fabricao corrente o cabo de ao para elevadores. A qualidade do ao deste produto especial reunindo as caractersticas necessrias para resistir aos esforos que ocorrem nas instalaes de elevadores.

Cabos galvanizados Zincados Os cabos de ao sujeitos a ambientes agressivos ou em contato com gua, necessitam de uma proteo adicional contra a corroso. A Cimaf fabrica os cabos de ao galvanizados com arames que possuem uma camada uniforme de zinco, podendo ser aplicada por processo de zincagem fogo ou eletroltica. A galvanizao desses arames pode ser feita na bitola final ou em uma bitola intermediria e, posteriormente, novamente trefilado, proporcionando uma camada de zinco uniforme.

Os arames galvanizados de bitola intermediria so chamados galvanizados retrefilados. Os cabos de ao Cimaf produzidos com arames galvanizados, possuem a mesma resistncia a trao que os cabos de ao polidos da mesma faixa de resistncia. Nota: Tipos de cabos que no constam destas tabelas fabricamos sob consulta 12 2 Cabos de ao Construes e tipos de toro Construo um termo empregado para indicar o nmero de pernas, o nmero de arames de cada perna e a sua composio, como veremos a seguir: Fitilho com identificao do Fabricante Alma Arame Central 2.

As pernas dos cabos de ao podem ser fabricadas em uma, duas ou mais operaes, conforme sua composio. Assim eram torcidos primeiramente 6 arames em volta de um arame central. Arame da Perna Perna Esta nova camada implica em um passo diferente do passo do ncleo, o que ocasiona um cruzamento com arames internos, e o mesmo se repete ao se dar nova cobertura dos 12 arames com mais 18, para o caso da fabricao de pernas de 37 arames.

Cabo de Ao Passo da perna: Distncia, medida paralelamente ao eixo do cabo, necessria para que uma perna faa uma volta completa em torno no eixo do cabo. Assim surgiram as composies Seale, Filler e Warrington, formadas de arames de diferentes dimetros. Estas composies apresentam grandes vantagens sobre as pernas fabricadas em mltiplas operaes pois, eliminam as desvantagens das mesmas conforme citado acima Ensaios de fadiga tm demonstrado que os cabos de ao com pernas fabricadas em uma nica operao tm durabilidade superior dos cabos de ao fabricados em mltiplas operaes.

Na composio Seale existem pelo menos duas camadas adjacentes com o mesmo nmero de arames. Todos os arames da camada externa nesta composio possuem dimetro maior para aumentar a resistncia ao desgaste provocado pelo atrito. A composio Filler possui arames muito finos entre duas camadas. Esta condio aumenta a rea de contato, a flexibilidade, a resistncia ao amassamento e reduz o desgaste entre os arames.

Warrington a composio onde existe pelo menos uma camada constituda de arames de dois dimetros diferentes e alternados. Os cabos de ao fabricados com essa composio possuem boa resistncia ao desgaste e boa resistncia fadiga. Por outro lado, ainda existem outros tipos de composies que so formadas pela aglutinao de duas das acima citadas, como por exemplo, a composio WarringtonSeale, que possui as principais caractersticas de cada composio, proporcionando ao cabo alta resistncia abraso conjugado com alta resistncia fadiga de flexo.

Sua funo principal fazer com que as pernas sejam posicionadas de tal forma que o esforo aplicado no cabo de ao seja distribudo uniformemente entre elas. A alma pode ser constituda de fibra natural ou artificial, podendo ainda ser formada por uma perna ou por um cabo de ao independente. Almas de fibra: As almas de fibra em geral do maior flexibilidade ao cabo de ao. As almas de fibras naturais so normalmente de sisal, e as almas de fibras artificiais so geralmente de polipropileno.

A alma de ao pode ser formada por uma perna de cabo AA ou por um cabo de ao independente AACI , sendo esta ltima modalidade preferida quando se exige do cabo maior flexibilidade, combinada com alta resistncia trao. Cabos de ao com dimetro igual ou acima de 6,4mm, quando fornecidos com alma de ao, so do tipo AACI. Quando as pernas so torcidas da direita para a esquerda, diz-se que o cabo de ao toro esquerda S.

O uso do cabo toro esquerda incomum na maioria das aplicaes. Antes de especificar um cabo esquerda, deve-se considerar todas as caractersticas da aplicao. No cabo de toro regular, os arames das pernas so torcidos em sentido oposto toro das prprias pernas. Como resultado, os arames do topo das pernas so posicionados aproximadamente paralelos ao eixo longitudinal do cabo de ao. Estes cabos so estveis, possuem boa resistncia ao desgaste interno e toro e so fceis de manusear.

Tambm possuem considervel resistncia a amassamentos e deformaes devido ao curto comprimento dos arames expostos. No cabo de toro Lang, os arames das pernas so torcidos no mesmo sentido que o das prprias pernas.

Os arames externos so posicionados diagonalmente ao eixo longitudinal do cabo de ao e com um comprimento maior de exposio que na toro regular. Devido ao fato dos arames externos possurem maior rea exposta, a toro Lang proporciona ao cabo de ao maior resistncia abraso.

So tambm mais flexveis e possuem maior resistncia fadiga. Esto mais sujeitos ao desgaste interno, distores e deformaes e possuem baixa resistncia aos amassamentos. Alm do mais, os cabos de ao toro Lang devem ter sempre as suas extremidades permanentemente fixadas para prevenir a sua distoro e, em vista disso, no so recomendados para movimentar cargas com apenas uma linha de cabo. Nota: A no ser em casos especiais como por exemplo, cabo trator de linhas areas no se deve usar cabos de toro Lang com alma de fibra por apresentarem pouca estabilidade e pequena resistncia aos amassamentos.

Regular direita.

LIBRO DE SOLFEO BAQUEIRO FOSTER PDF

CIMAF - CABOS DE AÇO

.

GITI GUCCHA PDF

Catálogo CIMAF - Cabos de Aço

.

HOMOSEXUALIDAD GENETICA PDF

CIMAF CABOS DE AO PDF

.

LIBRO VIDA EN COMUNIDAD DIETRICH BONHOEFFER PDF

.

Related Articles